Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Longas Conversas

por Clementine Tangerina, em 28.02.07

Há conversas que temos ao longo da vida que vão ficando guardadas no nosso disco rigido. Conversas que muitas vezes marcam um periodo das nossas vidas, pelos desabafos, pelas revelações e até pelas coisas que são ditas por vezes sem querer.

Conversar é talvez das coisas que mais prazer me dá, sou adepta das longas conversas numa mesa de preferencia redonda. À mesa a conversa parece que flui melhor, é lá que estão focadas os pequenos detalhes, sem a "tal" mesa, os olhares dispersam-se para longe ficando bem perto da distracção, dos televisores.

Uma boa conversa pode durar horas, no café, no banco de jardim, e por vezes até no carro.
Quantas vezes fomos "deitar conversa fora" com os amigos para o café e quando demos por isso já tinham passado horas e a conversa tinha sido muito produtiva.
Por vezes esquecemos as coisas que realmente importam, para nos concentrarmos no que está "mais à mão" de questionar, " Viram ontem...aquela cena da Olivia com o Leo no Cemitério?" , "Ahhh e não é que a Maria lá do escritória anda com o chefe...!". Quando se dá por conta, já passaram minutos e segundos, numa conversa que de nada trouxe de útil, para além da fofoquice (que as vezes também faz bem...para manter a malta actualizada ;).

Costumo fazer um exercicio mental, de pensar numa pessoa e recordar conversas que tive e em que local. Juro-vos que é muito divertido, dou por mim por vezes a rir sozinha pelo teor das conversas. Lembro-me por exemplo quando uma vez nos juntamos no café (T., S., Su) e começamos a engendrar a despedida de solteira da L. foi engraçadissimo...quando demos por isso tinhamos um senhor dos seus 70 anos, a olhar para nós com ar de " epá...esta conversa está animada...".
Com a Mariazinha as conversas multiplicam-se...pela diversidade de estados de humor, e momentos da nossa vida. Por vezes tento-me desligar das nossas conversas e dou por mim a pensar que se eu fosse um homem namorava com ela (eheheh), pois temos uma cumplicidade única que só nós sabemos...
Dias como os de hoje que perguntei a algumas amigas " qual a tua música de sempre?" fazem-me pensar que nem tudo está sabido sobre os amigos. Nem sempre sabemos qual a cor preferida, a hora do seu nascimento, e por vezes o local.
Uma simples pergunta pode levar a horas e horas a fio de conversa, e no fim tanto ficou por contar que dará para mais e mais conversas à mesa.

Autoria e outros dados (tags, etc)


...

por Clementine Tangerina, em 27.02.07


I miss you, girls!

Autoria e outros dados (tags, etc)


...

por Clementine Tangerina, em 26.02.07


E quando somos adultos tudo muda...mudam as responsabilidades, as escolhas que temos que fazer, os percursos. Tudo muda...assim dizia ontem uma das personagens do "Little miss sunshine", que a melhor fase da nossa vida mas também a mais sofredora é até começarmos a trabalhar e começarmos a ter a responsabilidade de ter trabalho.
Estes últimos dias tenho tido várias conversas que vão ter ao mesmo, "serão as opções que fazemos pela vida fora as mais acertadas?", algumas nunca sabemos se foram as mais certas ou não, outras ao virarmos a esquina lemos logo um "Sim, este é o caminho certo, pode seguir viagem..."!
Recentemente numa conversa familiar, alguém dizia que tinha tudo muito bem projectado na cabeça, sobre o futuro. O que queria ser, o que gostaria de obter e até onde queria chegar. Não é difícil deduzir que esta discurso foi de alguém que começou a trabalhar à meia dúzia de anos, e que ainda não sofreu atropelamentos pelo caminho, e que não teve na sua vida fatalidades que a obrigaram a fazer marcha atrás e voltar por um caminho que não era o mais rápido, mas que talvez fosse o mais seguro.
Ouvi outro discurso que me surpreendeu, de um adulto que dizia que o que temos que fazer é seguir o nosso coração, seguir o que a nossa intuição nos diz para fazer, e não seguir a opção mais "obvia", que por vezes acertamos no caminho mas outras não, mas que tudo isso fazia parte da vida, que sem essas escolhas com certeza não daríamos valor ao que alcançamos e ao que ambicionamos.
Já por vários dias acordo de manhã e penso nestas palavras, no que elas me fizeram pensar e o que me tem ajudado no meu dia a dia, de espera.
Há escolhas e escolhas, umas mais fáceis que outras, mas que quando acertadas tem um sabor a vitória e de esforço.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Little Miss Sunshine

por Clementine Tangerina, em 26.02.07


Grandpa: A real loser is someone who's so afraid of not winning he doesn't even try.

Confesso que não sou muito adepta da grande noite dos oscares...sou incapaz de ficar para além das 2 da manhã...simplesmente não tenho pachorra...as vezes não vejo o compacto do dia seguinte, quanto mais em directo. Mas há algo que já vem a ser tradição, que é uns dias antes fico sempre tentada a ver uns filmes que não vi do ano anterior...para não cair na ignorância de não conhecer nem um filmezinho a concurso. Ontem foi a vez do "Em busca da Felicidade" e hoje "Little Miss Sunhine". A cerimónia dos Óscares já está a começar a parece que começou logo muito bem, com uma sátira com imagens do "Happy Feet", "cars", "the Queen" e "Little Miss Sunshine".

Que ganhem os melhores, ou melhor, que ganhem aqueles que a Academia quer que ganhem!

Autoria e outros dados (tags, etc)


The Pursuit of Happyness

por Clementine Tangerina, em 24.02.07



...que venha dai o oscar!!!


Christopher Gardner: You got a dream, you gotta protect it. People can't do something themselves, they wanna tell you that you can't do it. You want something? Go get it. Period.

Christopher Gardner: Don't ever let someone tell you, you can't do something. Not even me.
Christopher Gardner:
All right?
Christopher: All right.
* * * * * * *
Christopher Gardner: It's not "H-A-P-P-Y-N-E-S-S" Happiness is spelled with an "I" instead of a "Y"
Christopher: Oh, okay. Is "Fuck" spelled right?
Christopher Gardner: Um, yes. "Fuck" is spelled right but you shouldn't use that word.
Christopher: Why? What's it mean?
Christopher Gardner: It's, um, an adult word used to express anger and, uh, other things. But it's an adult word. It's spelled right, but don't use it.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Nada foi esquecido...

por Clementine Tangerina, em 23.02.07



...está tudo aqui!

Autoria e outros dados (tags, etc)


...

por Clementine Tangerina, em 20.02.07

Nesta altura sim era fixe mascarar-me...detestava era o baton a sabor a ranço (simmm com sabor...pois eu provava sempre...qual o problema???) podiam pintar-me à vontade...agora cá batons...naaaaaaaaa


Aiiiiiiiiiiii que saudades do carnaval desses tempos!


Autoria e outros dados (tags, etc)


Patience...

por Clementine Tangerina, em 16.02.07

Uma comum noite de sexta-feira, a casa estava vazia de pessoas e cheia de silêncios.
Das janelas soava o suspiro do vento que soprava e em pequenas melodias conseguia prender toda a atenção.
A rua, vazia, comum numa sexta-feira à noite chuvosa. No reflexo das janelas era visível que as televisões estavam ligadas. Um ou outro carro passava mais apressado e outros tranquilamente iam passando em forma de passeio.
Alguns rascunhos foram saindo para a folha de papel, escritos com a caneta mais antiga da casa, a dos momentos mais importantes. Mas naquela noite, nada de importante iria ou tinha acontecido. Apenas o silêncio. Sim o Silêncio, raro em meses. Sempre cheia e com gente por todo o lado, a casa parecia sempre a transbordar de vozes, vindas da cozinha, da sala e até do escritório. Mas naquela noite silenciaram-se e só o som da chuva serviu de banda sonora.
O silêncio incomodativo convidou a ligar a música, a escolha entre a rádio e um comum cd da colecção fez com a incerteza se torna-se longa. Não era qualquer som que ficaria bem para naquela noite, naquele cenário, e momento tão marcante para a caneta. Depois de muita escolha, o silêncio foi mais uma vez, vencedor.
O sofá vazio convidava para um descanso entre pensamentos, nada pairava sobre a mente, apenas o recordar daquele momento.
Havia o desejo de ler um livro que fizesse passar umas boas horas a sonhar. Já há muito que nenhum livro tinha esse dom. Talvez por não saber escolher os livros, ou simplesmente porque talvez não fosse aquele momento, o momento certo. Os livros que estavam na prateleira tinham sido lidos em fases muitos distintas, e todos compreendidos de formas diferentes das diversas vezes que foram (re)lidos.
Nada naquela noite lhe parecia sóbrio. As músicas do passado, as histórias que viveu, os seus percursos de vida, e até as pessoas com que se cruzou.

Era sem dúvida o momento.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Anatomia...

por Clementine Tangerina, em 16.02.07
Quem pensava que nada mais podia surpreender na Anatomia de Grey, engane-se... pois estão redondamente enganados, ohhhhh se estão.
Tenho estado a acompanhar a temporada 3, tal como está a ser emitida nos States...e digo-vos isto está cada vez melhor...ou pior como preferirem...
Os últimos episódios tem sido arrepiantes...basta ver...

Autoria e outros dados (tags, etc)


O nosso FADO...

por Clementine Tangerina, em 15.02.07





Não há uma única vez que ouça esta música e não me emocione...chega a ser ridiculo...porque posso estar num momento muito feliz mas choro...choro de emoção por sentir que nunca nenhuma letra expressou tão bem o que nos vai na alma, na alma do Fado, na alma dos portugueses quando falam de saudade.
Mariza é sem dúvida uma das melhores fadista desta nova geração, carrega o peso de uma geração de fadistas que viu em Amalia um exemplo a seguir. Mariza seguiu o seu próprio caminho, o seu proprio estilo e hoje é sem duvida a melhor das melhores.
E que alegria me dar saber que ela chega lá fora aos outros paises e emociona qualquer plateia que a ouve.
É bom saber que cá em Portugal ainda se "fazem" músicos de qualidade, músicos que com certeza vão ficar na nossa história.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor



Feedly me...

follow us in feedly


Visitas


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D