Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Conversa Desejada

por Clementine Tangerina, em 17.07.09

(...)


Gisela ficou realmente surpreendida com o rumo da vida de Miguel. Sabia que ele era bem formado que tinha tido uma educação muito rígida, mas hoje admirava-o ainda mais pelo esforço que tinha feito para conseguir aguentar um casamento por motivos de doença de Maria.
Gisela lançou um convite que de imediato não foi aceite por Miguel.
- Desculpa Gi, mas tinha planeado hoje ter uma conversa definitiva com a Maria, quero dizer-lhe que vou começar a procurar casa e que vou falar com o meu advogado para avançarmos com o processo de divorcio.
- Ah! Claro, eu compreendo o jantar fica para outro dia sem problema!
- Não fica para outro dia, fica para amanhã, se não tiveres nada combinado!
- Por acaso tenho, mas não é nada importante, vou desmarcar!
- Se achas que consegues...
- Sim, não tem qualquer problema, jantamos amanhã!
-Então nesse caso amanhã vinha apanhar-te ao escritório ?
- Não, amanhã é provável que não esteja no escritório, tenho uma reunião fora e depois devo tirar o resto da tarde para mim.
- Nesse caso como combinamos?
- Depois eu envio-te uma sms a dar-te a minha morada e a dizer a que horas estou pronta, pode ser?
- É claro, fica combinado!
Despediram-se com um beijo na cara e Miguel agarrou Gisela pela mão como forma de demonstração do carinho que sentia por ela.
- Até amanhã, boa sorte logo à noite com a conversa.
- Bem vou precisa confesso!
- Então que corra pelo melhor.
Miguel saiu do escritório de Gisela e ela ficou a pensar em toda a história que tinha sido revelada por ele, sentia-se mal por estar feliz com o fim do casamento dele, mas era efectivamente aquilo que sentia e não podia fugir desse sentimento. Para ela Miguel tinha um lugar especial no seu coração e que nunca tinha sido ocupado por nenhum dos homens com quem tinha saído nos últimos anos.
Sentia-se nervosa por voltar a sair com ele, e pelos olhares que ainda eram tão cúmplices.
Esteve o resto do dia ocupada com a apresentação que tinha que fazer, e esqueceu por momentos a história de Miguel.
Saiu para almoçar e preferiu ir dar uma caminhada pelas ruas junto à empresa, a sua amiga Lisa ligou-lhe para a convidar para estarem juntas, ela recusou, precisava pôr as ideias em ordem, precisava de estar por alguns minutos sozinha com os seus botões e digerir a manhã daquele dia.
O resto do dia passou num instante, quando deu por ela já toda a gente tinha ido embora, arrumou as suas coisas e dirigiu-se ao carro que estava na garagem da empresa.
Surpreendentemente percebeu que tinha um bilhete no para brisas, « Obrigado, por me compreenderes e por continuares a ser a Gi, bjs M.» leu o bilhete e guardou-o religiosamente dentro da mala. Entrou no carro e agarrou no telemóvel para enviar uma sms a Miguel,
« Obrigado, por não teres desistido de procurar a tua felicidade, fico feliz por ti...por nós! Beijo Gi».
O caminho até casa foi feito de troca de sms's com Miguel, era muita a necessidade que ambos sentiam de estar em contacto e de recuperarem a relação que tinha ficado para trás.
A noite passou, Gisela demorou a adormecer, mas sabia que tinha que dormir bem para estar com bom ar para a reunião que ia ter no dia seguinte.
O despertador tocou às 6h30, tinha que se preparar para o dia que apesar de ser curto, ia ser intenso. Queria tomar o pequeno almoço com calma e escolher a roupa com a devida atenção.
Fez a cama, ligou a agua do duche e a música da aparelhagem, na rádio tocava uma música que não sabia quem cantava mas que a deixou bem disposta.
Às 8 horas estava pronta para sair de casa, queria chegar ao escritório mais cedo para preparar tudo o que faltava para a reunião, e tinha uns emails para enviar antes dos telefones começarem a tocar.
Chegou ao escritório, ligou o seu portátil e foi até à maquina do café tirar um bem forte. Apesar de ter dormido bem, ainda se sentia cansada e com sono.
Voltou para a sua sala, e descarregou os emails, ficou com um sorriso de cara a cara quando viu que tinha um email de Miguel. « Bom dia Gi, para mim ainda é boa noite...já falei com a Maria, não correu como eu julgava...mas logo falamos! Diz-me onde queres que te vá buscar...»
Gisela ficou nervosa com aquele email tão enigmático...não sabia o que havia de pensar, « será que ela não lhe quer dar o divorcio? Aiiiiiii o que é que por ai vem...»

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D