Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Depois da Coincidência...

por Clementine Tangerina, em 17.06.09

(...)
Espantada com a lata dele, apagou a mensagem, "mas quem é que ele pensa que é! Era só o que me faltava, depois de tudo ter feito para esquecer da sua existência, agora aparece-me como se nada fosse, cobarde".
Tentou esquecer por algumas horas o episódio que se tinha passado com Miguel, concentrou-se no trabalho e tratou de organizar uma apresentação que tinha para fazer na semana seguinte no "open day" da empresa, em que tinha que se apresentar perante os colega. Como era nova tinha ainda mais responsabilidade, sabia que a iria olhar de alto a baixo, pois o lugar que ocupava era desejado por muitos, e dificilmente se chegava onde ela estava. A inveja era muita e por isso tinha que dar ao litro para sair vitoriosa da apresentação.
Pediu à secretária que não lhe passasse chamadas de ninguém, inclusive de colegas. Trancou-se no seu escritório até ao final do dia, esqueceu-se das horas e só deu pelo tempo passar quando anoiteceu.
Tentou por inúmeras vezes ignorar o email, mas precisou enviar um relatório ao director e quando abriu o email percebeu que Miguel não tinha desistido de falar com ela. Haviam mais de quinze emails dele, por momentos ponderou apagar e esquecer, mas ele tinha feito o trabalho de casa bem feito, no assunto dos emails lia-se "POR FAVOR RESPONDE-ME A SMS", e " NÃO ME IGNORES DEIXA-ME FALAR CONTIGO" e também "Ainda sentes alguma coisa por mim?". Estando no assunto dos emails, era inevitável que ela não lesse o seu conteúdo.
Era preciso ter realmente muita lata para lhe fazer tal pergunta, mas ela não tinha dúvidas, ou pelos menos achava que não tinha.
Abriu um novo email e escreveu: " Miguel, parece-me que não fui suficientemente clara quando hoje te disse que não queria voltar a cruzar-me contigo, que não queria falar contigo. Não te guardo rancor, mas não te quero perto de mim, o que passou passou, já não significa nada. Foi um acidente de percurso que não voltará a acontecer. Quanto ao passado, a seres um miúdo, sabes tão bem quanto eu que não eras assim tão miúdo como queres transparecer. Eras suficientemente adulto para teres assumido a responsabilidade e aceitares aquilo que estávamos a viver. Mas como já te disse, passou, não quero pensar mais nisso. Concentra-te na tua relação com a Maria e esquece-me."
Acabou de escrever o email e encerrou o computador, arrumou os papeis e vestiu o casaco, despediu-se dos colegas e rumou até ao estacionamento para ir buscar o seu carro.
Colocou a pasta na mala, ligou o carro e puxou a bolsa de cd's que tinha por baixo do banco. Pensou para si "o primeiro que vir vai ser o que vou ouvir..." gostava de fazer esse jogo, caso contrario sabia que ouvia quase sempre o mesmo cd, com esta brincadeira sabia que iria ouvir um cd que provavelmente já não escutava há algum tempo. Abriu a bolsa e apareceu Caetano Veloso "Livro", um dos seus cd preferidos de sempre. Colocou a música "Não Enche" e cantarolou enquanto tirou o carro do parque. Despediu-se do senhor Aníbal, porteiro da empresa, e desejou-lhe um resto de bom trabalho. Quando saiu do parque foi literalmente trancada por outro carro. Apitou, barafustou e a pessoa saiu do carro.
"Era o que mais faltava" disse em voz alta, do outro carro saiu Miguel.
- Não podia deixar as coisas em banho Maria, desculpa gi mas não podia. - disse-lhe Miguel
- Olha, não há nada para falar, enviei-te um email e expliquei tudo...- Disse-lhe a despachar.
- Já li o email...recebi à segundo...achas que não há nada mesmo para falarmos ?
- Não é claro que não há nada...concentra-te na Maria, vai ter com ela e resolve a vossa relação, alias cuida da vossa relação que me parece bastante abalada.
- Mas não há nada para resolver, a Maria é a Maria e tu és tu.
- Ah! piadinha nova ? Só pode. Como é que me podes separar da Maria ? Se nos voltamos a encontrar por causa dela ? Ahhh já percebi, queres limpar a tua imagem mas obviamente esconder da Maria que me conheces, ou talvez não queiras que ela saiba quem eu sou.
- Não é nada disso, não sejas ridícula. A Maria sabe de ti, sabe quem tu foste, quem tu és. São relações diferentes, sem comparação possível.
- Bem estas pior do que eu imaginava. Não sejas patético, com essa historia de relações diferentes, sentimentos diferentes, comigo não cola. Estou cansada a tua ladainha é sempre a mesma, já podias fazer mudar a historinha é que já aborrece.
- Gisela por favor sê racional, e vamos tentar ser civilizados.
- E vamos ser, quando tirares o carro da frente, para eu passar.
- Não vou tirar enquanto não me deixares falar.
- Esquece, isso não vai acontecer!
- É preciso isto tudo ? Já viste o drama que estás a criar ?
- Drama ? Essa é boa...opá ohh Miguel, vai à tua vida e deixa-me em paz por favor...estou cansada, o dia foi estafante não estou com cabeça para mais dramas.
Sem acrescentar mais nada Miguel virou-lhe as costas e desapareceu de carro.
Gisela questionou-se da rapidez com que o demoveu, o que será que lhe tinha dado para desistir tão facilmente ?
Foi para casa e passou a noite a dar voltas, se lhe devia ligar ou não. Agora era ela que se queria explicar, era ela que queria ouvir o que ele lhe tinha para lhe dizer. Mas as dúvidas permaneceram, será que devia ? (...)

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Myllana a 17.06.2009 às 09:14

Passei situação semlhante...
Cada um sabe o que se deve saber.Nessas horas o difícil é escolher a quem ouvir: o coração ou a razão.
Bjks
Sem imagem de perfil

De Joana a 17.06.2009 às 11:01

... fico à espera dos próximos capítulos!
:)
Sem imagem de perfil

De Lady in red a 17.06.2009 às 11:47

Nós seres humanos somos deveras impressionantes, tentativas e tentativas e nada... estamos ali de pedra e cal... depois quando a situação foge ao nosso dominio arriamos as quatro rodas e somos umas patinhas :) enfim... chama-se viver e sentir!
Sem imagem de perfil

De complicadinha a 17.06.2009 às 13:45

Os teus textos reflectem bem as situações e as questões de muita boa gente!! : )
beijocas
Sem imagem de perfil

De Daisy Maria a 17.06.2009 às 20:23

resposta à questão colocada: quiçá :p
Sem imagem de perfil

De a Gaja a 17.06.2009 às 23:29

Gosto muito destas tuas escritas...nunca comentei mas acho que realmente escreves muito bem. Espero pelo próximo capitulo.

**

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D