Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Eu juro que não gosto de reclamar...

por Clementine Tangerina, em 12.03.09


...mas há dias que tem mesmo que ser. Hoje foi um deles! Feliz e contente logo de manhã vinha a caminha do meu local de trabalho, a ouvir o programa especial de 30 anos da comercial quando um anormaleco que ia à minha frente, de repente decidiu fazer inversão de marcha sem sinalizar a manobra...ohhh jesusss apitei claro...como qualquer comum cidadão faria. Que mais não seja pelo susto em si. O dito fulaninho abriu a janela e perguntou-me logo o que é que eu queria... Informei-o que estava mesmo atrás dele e que ele não me tinha visto, ao que ele me disse e passo a citar, desculpem mas tem que ser...é que foram mesmo estas palavras...“Sua vaca de merda, porque é que apitaste?” pedi ao fulano para ter calma que aquilo não eram modos de tratar ninguém. E cada vez ficava mais alterado e continuou sempre a ofender-me com o mesmo vocabulário...Aiiii passei-me...juro que quase sai do carro e lhe bati...o gajo sempre a repetir a frase...e a insistir "sua vaca..." fiquei cega...finalizei a conversa em tom de ameaça..." vai ter noticias minhas..."


Toda esta situação foi na rua do meu trabalho...linndo...e o dito fulano esta sempre aqui por causa do restaurante da rua... e incrivel dos incriveis... é funcionário de uma empresa que trabalha para a ZON...burrinho burrinho...pois é obviamente com o carro identificado, retirei a matricula, liguei para a zon, expus a situação e enviei um fax para o provedor da zon, exigindo um pedido de desculpas do funcionário e da empresa que ele representa.


Mas o que é isto, ofende-se as pessoas sem mais nem menos, Aiiii tinha que ser...seguiu um fax bem formal, mas lixado o suficiente para ele perceberem que não vou ficar de braços cruzados.


Não tolero faltas de educação, principalmente de pessoas que representam empresas...é que são burros, é fácil fazer com que sofram as consequências dos seus actos.




É assim acontece...agora vou ali ouvir uma musica zen, e acender uma vela para me conseguir desligar de toda esta história que me fez começar logo bem o dia!

Autoria e outros dados (tags, etc)


27 comentários

Sem imagem de perfil

De Sophie a 13.03.2009 às 04:41

Olha o malcriadão!!
Ainda bem que fizeste queixa!
beijinho
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.03.2009 às 16:15

se ao meu emprego chegasse um fax de alguma condutora ressabiada a fazer queixa de situações de transito e sem o poder provar, acredita que te metia um processo-crime em cima, para ver se crescias e passvas a saber o que é que podes ou não fazer.
e se isso levasse a que eu fosse sujeito a algum processo disciplinar ou até mesmo a despedimento, além do primeiro levavas também com um processo cível com pedido de indeminização, que era para saberes que com o emprego das pessoas não se brinca.
talvez ter mais atenção quando se conduz, em vez de ir no mundo da lua e a ouvir música, pode ser que não te depares com mais situações como esta. alguma coisa chamavas a policia...agora fazer queixa para a empresa aonde a pessoa trabalha...abre a pestana porque nem toda a gente é miuda como tu!
Sem imagem de perfil

De Clementine Tangerina a 13.03.2009 às 16:42

Temos homem no pedaço...txiii ohh anónimo não me digas que tu também és do tipo de dizer que as mulheres conduzem melhor do que os homens!
Vai na volta até és ou conheces o anormal que teve a infelicidade de se cruzar comigo ontem.

Quanto ao processo crime, teria que ser provado por ambos os lados. Quem conduz um veiculo identificado sujeita-se a estas situações. Se bem me lembro, a maioria dos veículos de empresas tem um autocolante que pedem mesmo para a pessoa contactar caso exista alguma infanção.

Caríssimo anónimo, agora que já tiveste os teus 5 segundos de fama...ká bjito*
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.03.2009 às 16:53

Tenho cá para mim, que há gente que não sabe ler da esquerda para a direita e só lê na diagonal "bla bla bla...apitar... bla bla... queixa...bla bla bla"
E digo mais... se a excepcional condutora, fosse tão excepcional como o condutor que lhe chamou "vaca", vulgo mais que uma vez, e lhe tivesse chamado "cabrão", para além de descer a um nível que uma senhora NUNCA desce, caía o Carmo e a trindade porque um homem que chama "vaca" a uma mulher que lhe apita (numa de advertência) ou o ultrapassa (que parece que lhe estão a esmagar os tomates... porque ficam mais possuídos que o demónio), homens desses pura e simplesmente nem deviam trabalhar em empresa alguma que fosse.
E como está na moda (só porque está na moda, porque eu cá sou muito GAJA), vou assinar como anónima AHAHAHAHAH!

KÁ BJITO!!!!
Sem imagem de perfil

De Maria a 14.03.2009 às 22:46

O pior é se o homem fica furioso e te risca o carro ou te fura os pneus... Reclamar para a empresa pode pôr em risco o emprego dele e, nesta altura, isso pode ser terrível... Melhor chamar a polícia e fazer queixa. Sempre fica registado se houver alguma retaliação e fica durante um tempo com "cadastro" na PSP. Já fiz queixa de uma situação parecida à polícia e 1 ano e meio depois tive que optar por levantar a queixa ou seguir para tribunal.
Não acho muito bem, neste caso, pores em risco o emprego do homem por ter sido ordinário.
Sem imagem de perfil

De Clementine Tangerina a 14.03.2009 às 23:20

Maria,

As pessoas tem que ser responsaveis pelos seus actos, não foi um simples comportamento ordinario...eu poderia ter tido um acidente, por culpa dele e ainda fui ofendia, mas onde é que já se viu.
Se as pessoas gostam do que fazem, e precisam do emprego então lutem por ele e façam por o merecer.

São opiniões.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.01.2012 às 23:23

oque eu ri vc nao imagina,mas foi da parte do zen rrsss

Comentar post


Pág. 3/3



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D