Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Incondicional...

por Clementine Tangerina, em 25.05.09



Um destes dias estava a ver no canal "Zone Reality" o programa "Saving Babies" e fiquei comovida com as histórias que foram mostradas no programa. "Savign Babies" mostra-nos a realidade de alguns hospitais pediátricos, casos de nascimentos de bebés com graves problemas de saúde, retrata as dificuldades que as famílias tem em aguentar meses e meses na esperança que os seus filhos melhorem e os possam levar para casa.

Não sou mãe e confesso que chorei baba e ranho com o programa, e só me lembrei das minhas amigas P. e C. que nos últimos meses apanharam valentes sustos com as crianças delas. Mexeu muito comigo, porque só realmente quem é mãe é que deve saber o quanto custa ver um filho doente e não puder fazer nada para que ele fique melhor.

Este programa é realmente uma lufada de ar fresco nas televisões de hoje em dia, pois está muitíssimo bem realizado e é de um realismo que impressiona.

Confesso que no fim do programa, só consegui pensar nas minhas amigas e o quanto as fiquei a admirar ainda mais, pela coragem delas e pelas mães maravilhosas que são.

Devo admitir que fiquei com medo, muito medo, depois de ver o programa, pois as histórias são tão comoventes que mexem com qualquer um.

É impressionante o amor incondicional que os pais tem para dar aos filhos, e a esperança que todos os dias os faz caminhar para o hospital para os acompanhar.
Nada na vida de um pai, deve custar mais do que ver um filho sofrer e sentir-se com as mão atadas. Não é fácil ser filho, mas não é mesmo nada fácil ser pai.

Autoria e outros dados (tags, etc)


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Ana C. a 25.05.2009 às 11:20

Eu sei qual é o programa. também o apanhei outro dia por acidente e fiquei presa. Quando terminou fui abraçar a minha filha com todas as forças. Fiquei angústiada durante dias...
Porque sinceramente sinto-me capaz de tudo, menos de ver a minha filha sofrer.
Sem imagem de perfil

De Joana a 25.05.2009 às 11:38

Deve ser bem difícil!...
Ainda por cima com bébés que ainda não podem dizer claramente o que estão a sentir!
Sem imagem de perfil

De Lolipop a 25.05.2009 às 12:11

Não deve ser fácil passar por essas situações mas conviver com elas diariamente apesar de não termos nenhuma ligação familiar com eles também não é menos doloroso.
Sem imagem de perfil

De mg a 25.05.2009 às 13:12

não vi o programa, mas sei o que é a preocupação que se tem com os nossos filhos.
como já disse tenho dois, um rapaz e uma rapariga.
há um ano ele foi assaltado, e esfaqueado, quase ao cgegar a casa quando vinha de uma frequência da faculdade.
a dor é enorme e não passa.
são aquelas coisas que nós pensamos que não vão acontecer, mas um dia, elas acontecem mesmo.
isto é só um exemplo, foi para roubar o telemóvel, ele deu-o logo e mesmo assi...mandaram-no para o hospital.
hoje está mais tranquilo, mas sei que o trauma dele está lá e o meu também.
força.
bj.
mg
Sem imagem de perfil

De complicadinha a 25.05.2009 às 15:57

Não deve ser fácil não... O meu filhote tem 3 anos, tenho tido a sorte de até hoje ele apenas ter aquelas coisitas que todas as crianças têm, e se ele tem febre e o vejo mais aflito já fico completamente transtornada, nem quero pensar como será passar por situações mais graves. No entanto tenho uma amiga que tem um filhote da mesma idade e que devido a uma bactéria que se alojou nos pulmões esteve perto da morte, foi operado e esteve internado bastante tempo por duas vezes. Não sei como é que ela ainda tem forças porque emagreceu tanto que mais parece um esqueleto humano.Só de olhar para ela fico completamente de rastos...
Sem imagem de perfil

De Miss Glitering a 25.05.2009 às 17:37

o melhor amor do mundo: pais e filhos. uma dor que não tem igual. em lado nenhum.

um beijinho grande.

*
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.05.2009 às 00:25

Sabes a que horas dá o programa? Tenho mesmo que ver. Decerto vou adorar. Vou ter mais vontade de estudar para poder vir a ser um desses médicos maravilhosos.
Vai ser a pausa no estudo nesta época de exames.

Angie
Sem imagem de perfil

De Clementine Tangerina a 26.05.2009 às 11:17

Angie,

Eu apanhei por volta das 16h +/- não devia estar muito longe disso! Vais adorar!
Sem imagem de perfil

De Filipa a 27.05.2009 às 11:10

O desespero de ver a nossa bebé indefesa a sofrer é acutilante. Ser mãe também é isso...infelizmente! Deviam ser só coisas boas! Utupias!
Mas sabes minha Clementina... vê-la sorrir para nós faz com que todos os problemas passem para segundo plano!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D