Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Mais...

por Clementine Tangerina, em 20.05.09


Na aparelhagem da sala a música vai tocando sem que ninguém lhe dê a importância que devia. Entro na sala, fecho o cortinado, ajeito as almofadas que estão fora do sitio, desligo a música e deito-me no chão, no tapete macio que tanto me custou a juntar para o pagar, mas que me tem feito ter belos momentos de reflexão e de introspecção!

Se alguém me visse neste momento aqui deitada no chão, ao em vez de estar no meu sofá chaise-long não pensavam o melhor de mim, mas eu diria que as vezes o chão duro é mais macio que qualquer sofá.

Fico de olhos fechados a tentar abstrair-me dos sons do prédio e da rua, tento desligar-me do que me rodeia e por breves minutos sentir-me em silêncio para puder voltar a ser o que era, ser a pessoa que sorri à mínima piada que ouve na rádio, voltar a dar gargalhadas de alegria quando estou entre amigos, voltar a acordar de manhã e sentir que "é o primeiro dia do resto da minha vida"!

Na porta ao lado alguém toca a campainha, rezo para que não venham interromper o meu silêncio. Mas esse pensamento logo é interrompido, a campainha toca e desta vez é mesmo na minha porta.

Levanto-me, respiro fundo, calço as crocs rosas que sempre uso em casa, olho pelo buraco da porta...volto a olhar e nada. Penso para mim...será que foi alguma brincadeira do miúdo do andar de cima ? Coloco o ouvido na porta para tentar perceber se há risos, e percebo que não há qualquer som...até o relógio de cucos do senhor Alfredo está silencioso hoje.
Começo a achar que talvez a porta não tenha tocado...talvez tenha sido um delírio meu, é o mais provável, talvez por eu ter estado demasiado tempo em silêncio e fez com que sonhasse com o toque da porta. Talvez sim, talvez não.

Volto para me deitar novamente no tapete da sala e reparo que há uma moldura nova que não estava ali, olho para as fotografias e reparo que são recentes, devem ter pouco mais de um mês. Questiono-me do sorriso que tinha na fotografia, não está sincero...há algo na fotografia que me intriga e me preocupa. Será que os outro viram o quanto estava a ser cínica naquele momento ? O quanto era amarelo o meu sorriso ?
Aquele não foi uma festa qualquer, foi a celebração da promoção de um dos amigos...uma saída à noite calma, num restaurante novo para todos, mas surpreendente!
Fiquei a matutar sobre aquele sorriso, porque no dia não me achava assim tão indisposta para estar com aquela expressão.
Talvez tenha sido o comentário de x e de Y...mas isso já começa a ser normal...há pessoas que não percebem a minha opção de querer ir viver para longe, de querer construir uma casa junto a uma ribeira e trabalhar longe da cidade e dos meus amigos. E eu aceito, tal como acho que essas pessoas tem que aceitar as opções dos outros. Eu sei que o que sai fora dos hábitos e rotinas das pessoas costuma chocar, mas eu fiz uma escolha e a minha escolha é para a vida. Eu quero ser mais eu, quero ser mais do que sou agora. Quero sorrir ao almoço e ao jantar, quero ir ao mercado sem pensar que não vou ter lugar para estacionar, quero ver a montanha sem ter que andar duas horas de carro, quero deitar-me ao fim da noite e desligar do mundo e só pensar em mim e no meu lado esquerdo.
Eu quero mais, muito mais da vida e isso eu tenho a certeza.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D