Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





O jogo continua...

por Clementine Tangerina, em 14.07.09

(...)

- Olá Diogo tudo bem? - cumprimentou Martim
- Olá, há muito que não te via...não sabia que vocês eram amigos?! - afirmou Diogo surpreendido com o «amor» de Rita e por encontrar Martim na casa desta.
- Éramos amigos, mas já não somos mais! O Martim estava mesmo de saída, não é? - disse Rita com um ar de poucos amigos.
- Sim, sim, estava mesmo de saída...felicidades para o vosso casamento e que corra tudo bem!

Diogo estranhou toda aquela situação, e não perdeu tempo em perguntar a Rita de que falava Martim, sem perder muito tempo em explicações Rita disse-lhe:
- Ahhh não é nada de especial, ele estava a melgar-me e lembrei-me de ti e disse-lhe que iamos casar...
- Mas porque haverias de te ter lembrado de mim ? Já não nos falamos há tanto tempo....
- Ohhh Diogo, deixa-te de brincadeiras...é claro que me lembrei de ti, por tudo o que me tens enviado...só podia ter falado em ti...não me lembraria de mais ninguém...
- Mas que coisas é que eu te enviei ? Não faço ideia do que estás a falar...
- Ohhh então?! deixa-te lá de coisas...sabes que não gosto nada destes joguinhos..e por isso não liguei nenhuma ao principio...
- Oh Rita, eu acho que tu tens um grave problema...mas creio que não sou eu a resposta para ele.
- Estás a falar a sério Diogo? Não foste tu que me enviaste, o vinho, o cd, as cartas, as flores e o casaco?
- Não, creio que te vou desiludir mas não fui eu...até que não era má ideia, mas infelizmente não o fiz. Houve algum homem mais rápido que eu, que se antecipou...
- Estou a ficar preocupada, juro que estou!
- Mas o que é que se passa afinal ?

Rita resumiu rapidamente toda a história a Diogo, que em algumas partes riu às gargalhadas da ousadia do admirador secreto.
- Oh Rita, não sei se te deves preocupar...é um facto que ele conseguiu sempre que as suas surpresas chegassem até ti, mas não creio que seja perigoso...nota-se que está completamente apaixonado...mas isso também não é difícil. Até eu já estive...
- Deixa-te dessas coisas Diogo, não acho piada...seja lá quem for que está a fazer este joguinho está a ir longe demais. Cheguei a pensar que eras tu, pela maneira como ele me conhecia, só podias ser tu...e juro que até estava a achar uma certa piada.
- Ai sim ?
- Claro que sim, és especial para mim e sempre serás...
- Ahh especial...estou a ver...mas não passarei disso mesmo...
Enquanto estavam na sala a beber café o telefone de Rita recebeu uma sms, ela levantou-se e foi buscar ao Hall da entrada do telemóvel que tinha ficado esquecido quando Martim tinha chegado.
« Bem Rita, hoje a tua casa está um corrupio...não há mais nenhum homem para chegar ?» Rita leu a sms em voz alta e acabou por dizer:
- Sacana, sacana...ele anda-me a vigiar...só pode...repara ele sabe que o Martim esteve cá e agora sabe que tu também estás cá...
- Deixa ver se vejo alguém suspeito aqui da janela...
- Não espreites muito pois se ele me está a vigiar vai ver que estamos a tentar saber quem é...e vai perceber que estamos a dar-lhe importância e isso eu não quero.
-Ohh Rita ele já percebeu que te está a incomodar e isso já não há nada a fazer.
- O que achas que faça? Vou à policia?
- Não sei, mas acho que não te vai adiantar de nada...afinal tudo isto parece um admirador secreto...não existe nenhuma ameaça concreta, perante a lei não estás em perigo...pode ser qualquer um...
- Pois eu sei...mas estou a dar em doida...
- Queres ir dar um passeio para mudares de ares?
- Vamos...afinal ainda não me contaste porque é que vieste até cá...

Rita trocou de roupa rapidamente enquanto Diogo tentava perceber se existia alguém a vigiar a casa, em segundo estavam prontos a sair.
No elevador, foram a rir das fofocas que Diogo trazia fresquinhas da revista onde trabalha, Rita adorava que ele lhe contasse histórias que nunca vinham a público. O elevador chegou ao piso 0 e estavam a preparar-se para sair quando repararam que um fulano de fato escuro estilo italiano entregava na recepção do apartamento um ramo de flores.
Por segundo Rita olhou para Diogo e ambos tiveram a mesma reacção, correr para apanhar o homem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Mary a 14.07.2009 às 20:12

Esta historia está cada vez mais misteriosa...E eu a pensar que o admirador secreto fosse o Martim...
História fantastica:)


bjinhos

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D