Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Segredos mas poucos...

por Clementine Tangerina, em 15.07.09

(...)
Raul tinha-se fechado em copas e fazia questão de provocar Leonor com as suas descobertas que dizia ter feito no dia anterior enquanto caminhavam.
Não havia muito por descobrir, mas tinha noção que toda a gente tinha os seus telhados de vidro. Se havia coisa que não gostava era ter a sua vida exposta aos olhos dos outros. Mas Raul não era uma pessoal qualquer, independentemente do que ele soubesse sobre si, tinha que saber aceitar caso pretendesse que ela fizesse parte da sua vida.
Tinham-se encontrado na praia para aproveitar o sol quente que nesse dia tinha estado, nadaram juntos e apanharam sol até começar a arrefecer.
- Então mas conta-me lá o que é que sabes sobre mim, e que eu não te contei ?
- Achas mesmo que te vou contar assim, do nada? Estás louca...nem pensar!
- O que queres em troca ?
- Uhmmmm, acho que calhava bem um jantar em tua casa, a ouvir aquele CD fantástico que tinhas a tocar no outro dia ao almoço...
- Algum prato especial ?
- Não fica ao teu critério...sou bom garfo como sabes!
- Então seja...esse jantar fica para quando ?
- Para hoje...agora...olha a escapar-se ao jantar...ah pois é...vamos lá para casa, se é que queres saber o que eu descobri sobre ti!
O resto do caminho até casa de Leonor, foi sempre a tentarem chegar a um consenso do que poderia vir a ser o jantar, Raul não queria dar muito trabalho, e por sua vez Leonor era apologista de que às vezes valia a pena demorar na cozinha para se ter uma refeição dos deuses.
Chegaram a consenso quando chegaram a casa, Raul acompanhou Leonor a casa e surpreendeu-a :
- Não é por ai o caminho!
- Não ? Então? Esta é a minha casa!
- Mas nós não vamos jantar nem na tua casa nem na minha...
- Estou confusa...então vamos jantar à casa do vizinho?
- Também não.
- Então? Queres ser mais claro!
- Reservei mesa num restaurante...
- Então porque foi aquela história toda de escolhermos o que iria fazer para o jantar ?
- Bem, queria surpreender-te e esta foi a melhor maneira...diz lá que não te vai saber bem hoje não meteres os pés na cozinha?
- Para ser sincera, era o que hoje mais queria que me servissem...
- Então parece que acertei!
- Onde vamos afinal ?
- Iremos para outra aldeia...mais civilizada...posso dizer-te o que vou vestir e tu perante o meu guarda-roupa tiras as tuas conclusões.
- Acho uma óptima ideia, não me apetecia ir de camisola de fato de treino para o restaurante mais in da zona!
- Vou vestir calças e não são de ganga, camisa e sapatos! Ajudei ?
- Nem por isso...tu tens noção que o meu guarda-roupa é muito limitado, não trouxe nenhuma roupa para sair...vou demorar uma eternidade a conseguir encontrar alguma coisa adequada...
- Acredito que vais estar ainda mais gira do que já és...
- Não sejas tontinho...a que horas é que vamos sair ?
Raul olhou para o relógio e com um ar de gozo disse-lhe:
- Daqui a meia hora...
- Estas louco ? Tu não tens noção do tempo que uma mulher demora a vestir-se...
- Calma, calma Nô...estava só a brincar contigo...daqui a 1 hora saímos...
- Ahh! Já me parece melhor...agora se não te importas preciso entrar, tenho que revirar o meu guarda-roupa...até já...
- Nô...não stress, afinal o importante é tu te sentires bem na tua pele tudo o resto são adereços!
Leonor não lhe deu ouvidos e entrou a correr em casa, ligou o duche e enquanto a agua do banho aquecia, revirou o armário, espalhou a roupa pela cama e tirou todas as opções que tinha...
Foi tomar banho e ficou em pensar no conjunto que iria vestir, não tinha muitas opções, por isso optou por ir simples mas bonita. Um vestido amarelo bem fresco e umas sandálias altas e estava feito o modelito. Secou o cabelo rapidamente, colocou o seu perfume preferido, blush aqui e ali, rimel, eyeliner, gloss e estava prontissima. Foi surpreendida com a pontualidade de Raul.
- Posso entrar ?
- Claro, já estou pronta, deixa-me só ir buscar a bolsa ao quarto...
- É claro temos todo o tempo do mundo...
Quando Leonor entrou na sala, Raul estava de costas, amar a observar o pôr do sol que naquele dia estava mais bonito que nunca.
- Estou pronta, vamos ?
- É claro que......desculpe? Estou à procura da minha amiga Leonor...acho que me enganei na casa...peço desculpa mais uma vez...
- Raul não sejas tontinho...
- És mesmo tu ? Jesus...estás lindíssima...nunca tinhas vestido esse vestido...
- Pois não, estava à espera que me convidasses para sair para o vestir...
- Ainda bem que o fiz, tá visto! Vamos embora?

Leonor trancou a porta e seguiram em direcção ao jipe de Raul que estava estacionado em frente à sua casa.
- Já te disse que adoro o teu jipe?
- Não, nunca falamos sobre isso...
- Adoro, é um dos carros dos meus sonhos...
- Aiiii sim ? Então logo à noite à vinda, deixo-te conduzir...
- A sério ?
- É claro que sim...pareces uma menina com um brinquedo novo...
- Acho este carro fascinante...mas por enquanto não o posso comprar, talvez daqui alguns anos o possa comprar com uns subsídios e uns prémios extra que ganhe.
- Vai chegar o teu dia...e pode estar mais perto do que imaginas...
-Mas afinal onde vamos jantar ?
- Bem se te revelasse iria deixar de ser surpresa...
Leonor insistiu durante alguns minutos com Raul, mas ele fez questão de guardar segredo.
Seguiram sempre viagem junto ao mar, estava uma noite fresca mas agradável. Perfeita para a surpresa que Raul tinha preparado a Leonor.
Raul parou o carro, abriu a porta de Leonor, e convidou-a a sair.
- Mas afinal onde vamos jantar ? Não estou a perceber...
- Já vais perceber, prometo...
- Mas não estou a ver aqui nenhum restaurante...
- Acompanha-me por favor, vamos até ali...
Caminharam alguns metros sempre com o mar no horizonte, Leonor sentia-se nervosa com o restaurante "mistério" e Raul uma criança, adorava surpreender e aquele iria ser um jantar sem dúvida mais que especial.
- Chegamos!
- Desculpa ? Não estou a perceber? Tu és louco ?
(...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Joana a 16.07.2009 às 01:11

Ui!
Quero saber para onde foi!....

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D