Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Seriously

por Clementine Tangerina, em 02.07.10

Vou ter saudades...muiiiitas muiiitas!!!




sniffffff :(

Autoria e outros dados (tags, etc)


Greys...

por Clementine Tangerina, em 30.05.09

Mas que raio...passei 3 episódios a chorar...literalmente...parecia uma Madalena arrependida...! Normalmente só o ultimo episódio da season é que me faz ir às lágrimas, mas nesta 5 temporada...foram logo os 3 últimos. E depois é isto...termina na incerteza do que aconteceu...! Mas que coisa...não se faz...! Vou ali secar o resto das lágrimas e já volto!

Autoria e outros dados (tags, etc)


O poder da Sedução...

por Clementine Tangerina, em 08.05.09
(simmm é o Jude de novo, vi que fez sucesso por cá!)

Hoje em conversa com umas amigas, uma delas revelou-nos que tinha ido jantar ao "Alma" com o seu mais que tudo. O aniversário dela que está para muito próximo, alguns meses de namoro para comemorar, foi o motivo principal que os levou a ir conhecer este novo espaço. A primeira pergunta que lhe fizemos quando nos contou foi "...mas foi surpresa?" ao que ela respondeu "não...simplesmente marcamos!".
Claro que ai a minha resposta foi "...porque é que os homens nunca nos conseguem surpreender?", e a pergunta ficou no ar.
Tenho a sensação que não é por falta de vontade ou mesmo imaginação, acho que é mesmo por falta de paciência esconder a surpresa, se não vejamos, quando fui pedida em casamento já sabia de tudo...sim de tudo. Sabia que ia ser pedida em casamento, inúmeros factos fizeram-me descobrir, o nosso aniversário de namoro próximo, o facto de ele ter convidado os meus pais (e ter-me dito) e muitos outros factores. Confesso que tive pena, pois queria ter uma surpresa enorme, de tão grande que até iria cair da cadeira...pronto da cadeira também não, pois lá se ia a classe. Mas ficar realmente surpreendida de quase ter um ataque de coração!
Não creio que seja difícil nos surpreender, alias não é difícil surpreender ninguém, basta andar a estudar a "espécie" durante uns dias e avaliar as possibilidades.
Os resultados da surpresa serão vantajoso para ambas as partes, pois o surpreendido ficará completamente rendido aos poderes de sedução do outro.
As vezes não é preciso marcar no melhor restaurante da cidade para surpreender o outro, não é preciso oferecer uma escapadinha de dois dias a Milão nem oferecer um jóia. Basta uma flor ( mesmo que seja apanhada no jardim municipal), um rascunho escrito no guardanapo do café ou mesmo uma mensagem querida no voice mail do telemóvel.
Há simples gestos que nos seduzem e que nos fazem querer retribuir. Pensem nisto!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Hello Stranger...

por Clementine Tangerina, em 07.05.09


Com toda a certeza que já vos aconteceu irem a conduzir e um condutor gentilmente vos ceder passagem e vos sorri com um ar de quem teve muito, mas muito prazer em vós deixar passar. Já vos aconteceu de certeza irem a conduzir e o condutor do carro da frente não tirar olhos do espelho retrovisor ao ponto de ficarem envergonhadas e tentarem disfarçar olhando para o lado. Quem nunca foi alvo de um piropo simpatico ( nada de ordinarices esses não são para aqui chamados!) que vos fez sentir poderosas.

As vezes basta um olhar mais atrevido de um estranho para nos fazer rir à gargalhada e valorizarmos aquilo que somos! Verdade?


Autoria e outros dados (tags, etc)


Amar & Amar

por Clementine Tangerina, em 14.04.09




Há diversas formas de amar, e diferentes formas de se gostar.
Com o passar dos anos, percebi que há amores diferentes, o amor incondicional que sinto pelos meus amigos e pela minha familia, que me acompanham e me apoiam nos melhores e nos piores momentos fazem que já não me consiga imaginar sem eles, sem os seus sorrisos, as gargalhadas espontâneas, os abraços nos momentos certos.
Depois há aqueles amores que vão nascendo de um simples email que recebemos de pessoas que nunca vimos mas que de imediato nos fazem querer falar mais e revelar mais sobre nós e sobre a nossa vida. Amores que de dia para dia vão crescendo e tendo a sua importância na nossa vida.
Já o disse e não tenho receio de o dizer, por alguma razão escolhemos os nossos amigos, e aparentemente não escolhemos a nossa família.
Ambos são realmente importantes para a nossa existência, mas às vezes fico chocada com as noticias que leio de actos transloucados de algumas familias. Pergunto-me muitas vezes se não estou a ver um filme porque há comportamentos inesplicaveis, sem sentido. Compreendo que existam comportamentos que vem da vivência dos seus antepassados e dos exemplos que lhes foram dados, mas acho que muitas vezes se esquece o porquê de se ter filhos e de os educar. Amor, parece que é algo que infelizmente não existe em muitas famílias e é triste, porque depois percebemos que vivemos numa sociedade fria e distante, e muitas vezes sem percebermos porque. Uma sociedade que tem medo de revelar o que realmente sente e de demonstrar afectos, que vive focada em si propria e no lado materialistas que todos os dias é alimentado pelas novas tecnologias. Será que se esqueceu que há coisas que não se consegue ver mas que são mais importantes que tudo o resto?

Autoria e outros dados (tags, etc)


SEGUNDA

por Clementine Tangerina, em 23.02.09


Hoje estou de poucas palavras, mais um dia que ficava na cama sem se quer me levantar para ir ao wc. Mais um dia que fazia questão que se esquecessem de mim, mas não...hoje devo ser a única pessoa na fase da terra a ter que vir trabalhar! Mas TUDO BEMMMM!
Em véspera de feriado a noite promete, mais que o dia...um jantarinho calmo em casa, um presente atrasado que vai preencher-me os dias (depois conto detalhes!)!
Não vou falar de oscares, porque é o tema do dia em todos os blogues pelos sete cantos do mundo...só digo que fiquei contente com as escolhas, infelizmente como vim trabalhar não pude ver com uns amigos (maluuuuucos!!) que fizeram uma festa e viram pela noite dentro! ( e eu ruída de inveja!!)!
O fim de semana foi tranquilo, dentro do possível e curto como sempre! Mas a semana vai correr melhor, claro que vai!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Acordar...

por Clementine Tangerina, em 20.02.09

Depois de uma noite mal dormida e de ter avisado a chefe que hoje não iria trabalhar de manhã tentei tudo por tudo para me abstrair do sol e tentar descansar, para compensar as horas de sono que tenho perdido e por algumas horas esquecer tudo o que de menos bom se tem vindo a passar.

Enquanto dormia, de tampões nos ouvidos, ( vicio meu! parece que com tampões tenho um sono mais tranquilo!) ao fundo comecei a ouvir uma musica tipo batucada brasileira...e pensei "o filho da p*** (coitada da senhora não tem culpa nenhuma mas teve que ser...) do vizinho está novamente a ouvir música brasileira, eerrrrr não posso crer..." mas de repente comecei a ouvir gritos de umas criancinhas...já começava a ser barulho a mais, e levantei-me, abri a janela e fiquei espantada com a quantidade de criancinha mascarada e a dançarem no largo onde moro...em vez de ficar furiosa...só me deu vontade de rir.

Sem dúvida que animou logo o meu dia...acabou por ser bem engraçado, ele era policia atrás de policia e cada vez haviam mais crianças!!Amanhã podem voltar, assim escuso de pôr despertador...mas basta ser meia hora mais tarde e será perfeito! E eu que até não acho piada nenhuma ao Carnaval!

Autoria e outros dados (tags, etc)


07-07-07

por Clementine Tangerina, em 14.02.09


Para aqueles que só visitam o meu blog desde "ontem", e quando digo ontem, refiro-me à meses, dias, minutos...o meu "amor" ainda não tem rugas, mas já começa a tem direito a festa de aniversário. Sou uma orgulhosa, uma babona, gosto deste blog, porque é meu, sou eu, revejo-me nele e sei que os meus amigos e família que o visitam me vêem nele também. É o estar mais perto daqueles que me conhecem mesmo estando alguns a quilometros de distância.
O ponto alto da existência deste blog foi sem dúvida a 7 do 7 de 2007, quando o meu blog teve direito a programa de rádio, lembro-me que estava em casa da L. e que me senti confusa em sentimentos, porque por um lado estavam a interpretar textos meus e por outro estava a expor aquilo que tinha pensado. Mas sem dúvida que senti um orgulho enorme.
Hoje apeteceu-me ouvir novamente o programa, de tempos a tempos faço-o, gosto de ouvir a Vanda (Miranda) a ler aquilo que escrevi...felizmente tive oportunidade de lhe agradecer pessoalmente como ela os interpretou, é sem dúvida uma das minhas relíquias!
Para aqueles que não sabem, as músicas colocadas no programa são uma surpresa para nós, não temos qualquer opinião sobre elas...e o mais engraçado é que algumas das músicas que escolheram para os meus textos, fazem parte de histórias da minha vida..."Breakfast At Tiffany's" dos Deep Blue Something ficou marcada numa viagem que fiz à Escócia em 1997 lembro-me como se fosse ontem, são estes detalhes que me fazem ouvir de vez enquando o programa.


Obrigado mais uma vez à equipa da Comercial por este presente! E parabéns pelos 30 anos de existência!
Para ouvir aqui!

Autoria e outros dados (tags, etc)


"O" Drama...

por Clementine Tangerina, em 06.02.09



Pois é, sempre que vou ao supermercado tenho sempre um drama...podem rir eu deixo...pois até eu volta e meio desato a rir quando me acontece. Então é o seguinte...eu tenho imensa dificuldade em abrir sacos plásticos...sim sacos plásticos...aqueles transparentes que estão em rolo junto aos legumes, frutas e afins...não sei se sou eu, que sou muiiita naba (que acho que sou..!!) ou então aquela treta é difícil de abrir... (o que eu acho que não, porque vejo toda a gente a abrir com facilidade). Já cheguei ao ridículo de estar a arrumar as compras (na caixa depois de pagar) e não conseguir abir, e ter que pedir à operadora de caixa que me abra...obviamente que ficam sempre a olhar com uma cara tipo, "duuuhhhh"!

Enfim, é isto...podem rir! Eu deixo...simmm podem rir...já chega! Tecnicas para superar este drama existencial, há?

Autoria e outros dados (tags, etc)


As Diferenças...

por Clementine Tangerina, em 30.01.09
[Mr.Big & Carrie * by Annie Leibovitz]


Toda à vida ouvimos os outros dizer que as mulheres pensam de uma maneira e os homens de outra. Enquanto somos pequenas não sabemos muito bem ao que os outros se referem, nascemos todos da mesma maneira, fomos ensinados do que é certo e errado, por isso as diferenças para nós não eram muitas. Crescemos e tornamo-nos adolescentes, e é nessa altura que começamos a abrir a caixa de pandora, e verificamos que os rapazes tem realmente uma maneira de estar completamente diferentes das raparigas. Questionamo-nos vezes sem conta, o porquê de ele não dar um passo em frente e não se declarar, e porque é que ele curtiu com outra quando achamos que era de nós que ele até gostava ...enfim são dúvidas atrás de dúvidas.


A adolescência fica para trás, e as relações continua a fazer pensar...já passamos por várias fases da vida, e efectivamente percebemos que os dois sexos são realmente diferentes, mas só nessa altura é que temos a certeza absoluta.



O viver juntos torna que essas diferenças sejas mais visíveis de dia para dia, se não vejamos, as mulheres são de detalhes,ohhh se são... uma meia ali, um papel esquecido acolá, os ditos pingos do "mijo", o ler o jornal no sofá em vez de ajudar por exemplo a estender a roupa.......e nunca mais saímos daqui. Eles também tem as reclamações, é as perguntas que lhe fazemos em versão "duhh"...que antes de eles responderem já nós estamos a tirar conclusões precipitadas, depois são as perguntas controladoras que ingenuamente fazemos só para fazer conversa, mas que ao fim de 5 minutos já gerou uma discussão que até o vizinho do 13º andar ouviu.

Sim somos diferentes, e temos que saber viver com essas diferenças, e conseguir que um simples " sim, está bem..." não se torne numa batalha só porque ele não esboçou um sorriso e não deu pulos de alegria.


E aos homens, também é bom que se diga, não levem tanto a peito aquelas reclamações que fazemos em forma de critica...é só para vós tornar em homens mais...mais...mais dedicados às mulheres, claro!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D