Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Uma realidade...

por Clementine Tangerina, em 09.07.10

Só quando nos vimos nas situações é que realmente pensamos nos obstáculos que existem no nosso dia a dia e que toda a vida vivemos mas que sempre conseguimos ultrapassar sem nos dar-mos por isso.
Num destes dias que precisava de ir comprar um trapinho para vestir, peguei no meu piolho e fomos contentes e felizes dar um passeio a um centro comercial.
Estacionamos no lugar de prioritários, tiramos o ovo do carro, montamos o carrinho, procuramos o elevador e lá fomos contentes e felizes. O piolho dormia, estava de barriga cheia, e com o "cu tremido" foi um soninho santo.
Entramos na H&M e comecei a reparar que havia corredores muito estreitos que não conseguia passar com o carrinho...respirei fundo e ignorei...voltamos a dar mais umas voltas e lá encontrei uma camisa que queria muito ver e experimentar...agarrei e lá fomos nós para os provadores.
Entrei e disse:
- 3 peças...
-pode entrar... - respondeu a empregada
- O provador "grande" está ocupado? - perguntei eu
- Sim está...- informou a empregada.
-Ahhh então eu aguardo...- respondi eu muito despachada.
-Não, não está a perceber...o provador está ocupado com mercadoria....
-Ahhh muito bem...! -respondi eu fula da vida.
Resumindo tinha 2 soutiens que queria experimentar que pus logo de lado, pois tive que experimentar a roupa de porta aberta, porque obviamente o carrinho não cabia lá dentro...e para piorar o provador era tudo à mistura, homens e mulheres...num salve-se quem puder...
Fiquei para morrer...mais uma volta e fomos a uma loja de decoração....ohhhhh jesus...as lojas de decoração são os piores inimigos das recém mamas...pois devem achar que nós nesta altura só pensamos em fraldas e biberons...! Entrei na loja e pensei..."ahhh que coisas tão giras para alegrar a minha casa..." mas logo tirei essas ideias da cabeça...não consegui passar, alias conseguia, mas tinha que afastar em todos os corredores as traquitanas que eles lá tinham....vim-me embora com uma raiva que só visto...!
É assim a nossa sociedade...e agora imaginem se fossem deficientes fisicos e andassem de cadeira de rodas...como é que uma pessoa não há de ficar furiosa...!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Poetic GIRL a 09.07.2010 às 12:25

Era só apresentar uma queixa no shopping... não basta só abrirem lojas, há que zelar pelas acessibilidades... bjs
Sem imagem de perfil

De Clementine Tangerina a 09.07.2010 às 12:27

Ja fiz uma reclamaçao para a HM e para o shopping em questão :D há que reclamar para melhorarem os serviços...
Sem imagem de perfil

De Nuvem a 09.07.2010 às 12:27

como eu te compreendo
é impossível andar pelas lojas de roupas, de tal forma são estreitos os corredores e cheios de roupa (impossível passar com o carrinho)
e outro dia fui à AREA e vim logo embora, de tal forma as rodas dos carrinhos batiam em tudo (e o meu carrinho e ovinho nem são dos piores ou mais largos)
E na H&M do Colombo? Que não consegues ir com carrinho e ovo para o andar de baixo, que só tem escadas rolantes?
e as coisas de bebé são em baixo....
só se fores em a criança, ou alguém ficar com ela no andar de cima...
fico furiosa...
Sem imagem de perfil

De Clementine Tangerina a 09.07.2010 às 12:30

Nuvem;
EU achava o mesmo na hm do colombo...mas existe elevador...no outro dia fui lá e tive esse mesmo pensamento, pedi à minha mãe para ficar com o baby cá em cima, mas depois reparei que existe elevador...perto dos homens...vai lá que consegues descer!!

bjs*
Sem imagem de perfil

De Nuvem a 09.07.2010 às 12:32

Clementine, então ainda é pior... não vais acreditar...
é que quando lá fui perguntei a uma colaboradora como fazer para descer com o carrinho da bebé.... e ela é que me disse que não dava, só as escadas rolantes!!!
Incrível, nem me disse que havia elevador (mesmo que estivesse avariado)
aiaiaiaiai
beijocas e bom fim de semana
Sem imagem de perfil

De Niki a 09.07.2010 às 14:44

Infelizmente só quando nos confrontamos com este tipo de situações (em modo recém-mamã) é que nos sensibilizamos para os problemas de acessibilidade de que o nosso país está repleto.
Postes, sinais e pinos a criar obstáculos nos passeios estreitos ou inexistentes, edifícios sem rampas, WC's tão estreitos que se estamos sozinhos e precisamos de lá ir não há como levar o baby connosco, lojas e restaurantes com corredores apertadinhos, and so on and so on.
E nós temos duas perninhas e braços capazes de agarrar nos miúdos e, se necessário, contornar as situações. Mas fico sempre deprimida quando penso nas pessoas com deficiência dependentes de uma cadeira de rodas. Ou dos cegos! Entre buracos e totens vindos não sei de onde, os obstáculos são aos pontapés (e cabeçadas!).

Fizeste muito bem em reclamar, mais do que um dever, é uma obrigação por lei!
Sem imagem de perfil

De Filipa a 09.07.2010 às 15:34

Como te compreendo... o carrinho dá mesmo muito jeito para as caminhadas de shopping mas para me livrar desses pormenores começei a ir para as compras de marsúpio. Se precisava comprar coisas para mim o papá tinha de ir comigo...
Sem imagem de perfil

De MARIA MARIQUITAS a 10.07.2010 às 15:45

É UMA VERGONHA!Quando tive a minha primeira filha e andava de carrinho com ela é que me apercebi das dificuldades que uma pessoa de cadeira de rodas pode ter. Nunca mais deixei o carro em cima de um passeio, nem por um minuto...

Um abraço*
Sem imagem de perfil

De Sandra a 10.07.2010 às 23:45

Pois eu, sempre fui de respeitar, não por uma questão de altruísmo, mas porque considero que nem é opção não o fazer, e de que me valeu?!!?!? Enquanto estive grávida, um dia caí para o lado na fila dos prioritários, e estava eu tão pequenita, porque ninguém me viu(?!), só engordei para lá de 25kgs.....E agora com o carrinho desespero.... Há que reclamar sim, e muito, porque por pior que seja, nós podemos sempre pegar no bebé ao colo, agora quem tem dificuldades de locomoção, não pode pegar na cadeira ás costas e seguir caminho...este país é vergonhoso!!!


AH... numa loja a sugestão que me fizeram foi deixar o Martim e o carrinho na caixa, para eu poder ir experimentar roupa num provador que para lá chegartinha escadas, felizmente, iluminou-se-me a cuca e retorqui que a pessoa qu me tinha dado a bela sugestão carregá-se o carrinho pelas escadas (óbvio que a pessoa não tinha culpa, mas devia pensar antes de fazer sugestões absurdas a quem já está enervado...) e não é que o fez sem piar!?!!?!? devia estar mesmo com ar de tresloucada!!!
Sem imagem de perfil

De Anocas a 09.08.2010 às 21:57

Olá!

Pois como te compreendo e apoio! Infelizmente há uns tempos tive uma situação em que tive de andar de cadeira de rodas e digo-te que é do pior... Nos centros comerciais não tens espaço para andar nos corredores das lojas e quando tens espaço estás enterrada em roupa que não consegues ver nada senão o chão e um monte de roupa à altura dos olhos. Nos supermercados não costuma haver carrinhos para pessoas em cadeira de rodas e se precisas de alguma coisa que esteja a mais de um metro do chão tens de pedir ajuda, para experimentar roupa não há espaço nem ninguém que ajude se for necessário e mesmo nos elevadores nem sempre tinha prioridade.... e os botões dos pisos nem sempre estão facilmente acessíveis... É incrivel mas é mesmo assim que temos o país (e não é so em portugal)...

Beijinho

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D