Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Vida própria não há?

por Clementine Tangerina, em 04.10.10

Estou em crer que há por ai  pela blogoesfera muita gente infeliz e sem vida própria. 
Basta ver inúmeros blogs que quando começam a ter  mais de 10 leitores, é ver surgirem anonimozinhos armados em chicos espertos a opinar sobre tudo e mais alguma coisa. 
Então quando se é mãe e se fala sobre as crias uiiiiiiiiiii...até perco a noção de quantos blogs já vi desaparecerem por causa de gentinha que atormentam as blogers com acusações ridículas e muitas vezes sem fundamento! 
É por essas e por outras que faço questão de não falar demais sobre a minha vida privada, pois realmente não tenho paciência para anónimos cobardes! 
Depois há aqueles que ultrapassam os limites e que se esquecem que mesmo na internet há regras, e há crimes que já são punidos por lei. 
E casos destes surgem todos os dias. As vezes pergunto-me o que levará certas pessoas a tomarem esta atitudes e a esconderem-se por trás de um monitor e a cometerem crimes e a fazerem da vida dos outros um martírio. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Sem imagem de perfil

De Joh a 04.10.2010 às 17:24

o mundo da blogosfera é igual ao mundo lá fora: tem pessoas boas e más, com intenções igualmente boas e más...é preciso saber isso, e saber que nunca haverá só boas pessoas, por isso que as outras não consigam deitar-nos abaixo...
Sem imagem de perfil

De Saltos Altos Vermelhos a 04.10.2010 às 17:44

cobardia! e falta de princípios!
Sem imagem de perfil

De Este Blogue precisa de um nome a 04.10.2010 às 17:45

Por isso é que acabei com os anónimos. Mas ainda assim, há sempre umas cabras que passam por lá. Coitadas, não têm nada para fazer. Sim, são mulheres porque os homens não se davam a esse trabalho.

Beijo :)
Sem imagem de perfil

De Kikas a 04.10.2010 às 20:10

anda cada vez mais gentinha má por aqui :s que nervos!!
Sem imagem de perfil

De A mãe que capotou a 04.10.2010 às 20:18

Ignoro anonimos.
Mas é verdade que tenho cuidado na exposição de imagem dos meus filhos. Passo um filtro, mas no fundo escrevo o que me apetece. E por falar de apetecer, tenho tido ainda mais vontade de passar por aqui desde que o teu filhote apareceu.
Sem imagem de perfil

De Roxanne a 04.10.2010 às 21:34

ha pessoas que tem mt pouco por fazer e ainda por cima lidam mal com a felicidade alheia... sao as chamadas frustrações... tadinhos!
Sem imagem de perfil

De Sofia.Macedo a 04.10.2010 às 22:41

Os crimes da nova geração começarão a ser cibernéticos. A polícia é que, infelizmente, ainda não está preparada para tal.

No entanto, as pessoas afastaram-se com as novas tecnologias.
Exemplo?
Há uns 20 anos atrás, era impensável todos terem um telemóvel quanto mais dois ou três como muita boa gente tem. E nessa altura, marcava-se um evento/encontro/reunião (o que quiseres) e ninguém se atrasava ou desmarcava. Não havia maneira de o fazer, a não ser claro, através do telefone fixo. Não havia a dependência do telemóvel, e muito menos da internet, para dizer que se estava atrasado. Ou para dizer o quanto se gostava (ou não!) da outra pessoa.
As pessoas cada vez mais dependem da tecnologia. Para o bem e para o mal.

Quanto às pessoas tristes que comentam coisas de interesse duvidoso, o melhor é nem passar cartão.
Este tipo de posts só lhes dão importância. A qual eles não têem nenhuma.

Sofia Macedo
Sem imagem de perfil

De costela de adão a 04.10.2010 às 23:32

Não sería isto mais simples: quem não gosta, não lê! Segue caminho e procura outra coisa. O que não falta por aí são blogs, sobre os mais variados assuntos e temas, de cores rosa, azul, cinzento, sérios ou ligeiros. Pelos vistos, para alguma pessoas, não é.
Sem imagem de perfil

De Pinkk Candy a 06.10.2010 às 02:40

olá
desde que comecei a receber comentários anónimos maldizentes, também tenho muito mais cuidado com o que escrevo. parece que já não tenho o mesmo à vontade. mas no fundo não me deveria espantar, porque as pessoas que andam aqui são as mesmas que andam lá fora, e como sabemos nem todas têm as melhores intenções, infelizmente.
*
Sem imagem de perfil

De efilipe a 06.10.2010 às 21:57

Olá. Concordo plenamente com o que escreveu. Eu no meu blogues sinto-me por vezes tentada a escrever mais, mas não o faço porque não me quero expor demasiado. Não tenho medo das pessoas dos blogues que sigo com mais atenção, mas sim de quem por cá anda apenas a tentar sacar toda e qualquer informação sobre "nós". É preciso termos muito cuidado. Nunca se sabe quem aqui anda e podem não ter as melhores intenções e quando se trata dos nossos filhos - ou mesmo no caso das educadoras quando falam do seu trabalho, dos meninos, das colegas - temos de tentar manter o adequado grau de privacidade. Para depois não nos arrependermos.

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D